"Comece pelo começo, siga até chegar ao fim e então, pare".

Alice Is Free

Está quente… E tão confortável. Mesmo que o sangue escorra, sei que estou segura aqui, assistindo silenciosa e sorridente as sombras dançarem vagarosas ao meu redor, sabendo um dia que encontrarei meu príncipe, e apenas ele poderá me dar àquilo que anseio com tanta força: Ser completa.

Ele me completará, e seguirei suas ordens como uma boa e educada mulher, do jeito que manda a etiqueta. Sempre funcionou tão bem, não é? O homem sendo aquele que comanda e nós as que obedecemos, baixamos a cabeça quando levantam a voz, os recebemos de bom grado quando as necessidades da carne batem à porta mesmo estando cansadas… É nosso dever.

Mas…

Eu as olho. Cada uma delas, rodeadas por suas famílias e maridos amorosos, seus coloridos vestidos e cabelos delicados… Fúteis, submissas, sem esperanças, machucadas, abandonadas quando o primeiro fio louro se torna branco e seu rosto outrora liso e rosado, se torna murcho e velho.

E quanto a mim? Bem… Aqui estou eu, do lado de fora da caverna mágica, com um gato sorridente e medonho pairando sob minha cabeça, meus pulsos sangram e mancham meu avental branco que cobre a parte da frente do vestido azul.

Uma brisa cálida bate em meu rosto, a verdadeira forma das sombras tornando-se familiar e acolhedora aos meus olhos.

Estou finalmente livre.

Muitos Créditos a autora Ophelia Mikaelson

Every picture tells a story

sometimes we don’t like the ending

sometimes we don’t need understand it

Nunca sei ao certo o que vou ser de um minuto para o outro

Por que aquele mesmo sonho, sempre? 
Por que uma lagarta azul?
Por que um chapeleiro tão louco?
Por que um gato que some?
Por que? Por que ?
"Tudo tem uma moral se você conseguir simplesmente notar."
- Lewis Carrol

high resolution →
high resolution →
high resolution →
high resolution →
high resolution →